20/03/2016

Michael Jackson 'Ghosts' cenas dos bastidores







Em 1996, com a campanha para promover seu álbum HIStory em pleno andamento, Michael Jackson decidiu fazer um vídeo da música que ele e o romancista de terror, Stephen King tinham  sonhado alguns anos antes, em 1993. Procurando acompanhar o sucesso de sua obra-prima de 1983, 'Thriller', magistralmente dirigido por John Landis, Michael originalmente planeou um pequeno vídeo de música para a canção, "Is It Scary", que foi originalmente escrita, mas não utilizada, para o filme de 1993,  Addams Family Values . Quando Michael ampliou a faixa e o conceito, o projecto tornou-se por um tempo, o mais longo vídeo de música já criado, um curta metragem cronometrado em 39 minutos e 32 segundos e renomeado, de "Michael Jackson 'Ghosts'".

Assista a quatro minutos da versão em vídeo de 'Ghosts' aqui:



STAN WINSTON COMO DIRECTOR

Originalmente, o escritor/diretor Mick Garris (Stephen King "The Stand", Hocus Pocus, Critters 2) foi escalado para escrever e dirigir o curta-metragem, mas em 1996, quando Michael Jackson estava finalmente preparado para começar 'Ghosts', Garris estava comprometido com outro projecto, uma mini-série de três partes baseada no 'Iluminado' de King  . Garris recomendou o assistente de efeitos Stan Winston (Filme Pumpkinhead) , para assumir as rédeas. Michael Jackson ligou a Stan pessoalmente para perguntar se ele poderia considerar dirigir o filme. Stan concordou apenas com uma condição: que Michael iria fazer todos os papéis principais. 

"Eu queria que Michael fizesse o sujeito da casa assombrada", disse Winston ", mas também o Presidente da Câmara da cidade, e um demónio que entra num determinado momento. Michael queria muito ser aceite como um actor, como algo mais do que o Rei da Pop. Mas era muito difícil para as pessoas superar a personalidade de Michael, eu pensei que a única maneira de ele ser aceite como um verdadeiro actor era se ele interpretasse todas essas partes, disfarçado com maquiagem, de modo que ninguém soubesse que era ele até ao fim. E ele foi muito agradável a essa ideia."


Na foto acima: MJ com a sua família Fantasma no set. Stan Winston trabalhou de perto com o Director de fotografia Russell Carpenter para fazer de 'Ghosts' um espectáculo de luz e efeitos mágicos.

Michael fez o papel de todos os cinco personagens principais, incluindo, O Presidente da Câmara, o Maestro, O Esqueleto, O Super Ghoul, e O Presidente da Câmara Ghoul. As filmagens ocorreram durante mais de seis semanas de intensa produção. Apesar de 'Ghosts' originalmente ser suposto ter 12-15 minutos de duração, o tempo de execução final de cerca de 40 minutos, aterrou o filme no Guinness Book of World Records 2002, como o vídeo de música mais longo na história, um recorde que detinha até 2013, quando Pharrell Williams lançou seu vídeo de música de 24 horas para 'Happy '.



NOS BASTIDORES DE GHOSTS

Como diretor, Stan Winston optou por implementar muitos e variados efeitos especiais. Winston incluiu uma série de efeitos visuais nunca antes vistos, que foram criados pela  recém-formada divisão de gráficos de computador de Stan Winston Studio, a Stan Winston Digital. Esta divisão logo se tornaria o início da empresa Digital Domain - por meio de uma parceria entre Winston, James Cameron e Scott Ross da ILM.


Na foto acima: Michael Jackson maquiado como Presidente da Câmara, ao lado de Stan Winston.


O filme conta a história de um Maestro estranho e misterioso que é atacado por alguns moradores irritados, que o perseguem por ser diferente e estranho. A mudança mais significativa no roteiro de Winston ao roteiro original de Mick Garris, teve a introdução do Presidente da Câmara, que lidera o povo da cidade contra o Maestro. O confronto ocorre na mansão do Maestro, onde o Maestro evoca uma família de fantasmas dançarinos, incluindo um esqueleto que dança como só Michael Jackson pode dançar. 


Na foto acima: O processo de maquiagem para o Presidente da Câmara. próteses de espuma de borracha foram aplicadas, transformando o MJ num homem branco de 50 anos de idade.



Na foto acima: MJ maquiado como Presidente da Câmara. Às peças de espuma foram dadas uma coloração preliminar, depois, foram pintadas à mão após a aplicação. 


ALONGAMENTO DO ROSTO

As transformações de Michael Jackson incluiam uma cena em que o Maestro estica a pele do rosto. Paul Mejias fez um molde de barro da cabeça de Michael de uma impressão life-cast. Esta escultura serviu a dois propósitos: o primeiro foi utilizado para moldar a pele que Michael puxa, revelando o crânio por baixo; Em segundo lugar, o molde serviu como uma forma de esculpir o crânio de Michael como o Esqueleto.

Na foto acima: Conceito de arte para alongamento de rosto do MJ por Miles Teves.


O crânio de Paul Mejias foi usado como o modelo de referência digital para dança do esqueleto de Michael. Numa das primeiras instâncias das primeiras técnicas de captura de movimento, colocando marcadores no corpo de Michael, seu desempenho capturado foi capaz de dirigir os movimentos do personagem digital que mais tarde se transforma no Super Ghoul.


Na foto acima: À esquerda: Paul Mejias esculpe o crânio feito para caber dentro de uma carcaça de silicone da pele de Michael Jackson. À direita: moldes de cera muito frágil dos crânios feitos para quebrar facilmente quando atingido.


OS GHOULS (Fantasmas)

Mais tarde no vídeo, Michael aparece como o Super Ghoul e entra no corpo do Presidente da Câmara para o transformar em Presidente Ghoul. O filme termina com o Maestro assustando o Presidente para fora da mansão enquanto ele vence sobre o povo da cidade.


Na foto acima: Michael Jackson com maquiagem do Super Ghoul .



Na foto acima: Stan Winston e MJ, na maquiagem macabra, revendo um take no monitor de vídeo.



Na foto acima: Com base em desenhos de Mike Smithson, uma equipe de artistas de Stan Winston esculpiu as expressões da cabeças do Presidente da Câmara.




Na foto acima: Michael Jackson irreconhecível como o malvado Presidente da Câmara Ghoul.


FAMÍLIA DE FANTASMAS

SWSCA artista/insructor, Bruce Spaulding Fuller desenhou a maquiagem dos bailarinos medonhos . Cada bailarino tem uma personalidade distinta e cada dançarino tem características específicas e individuais para a sua maquiagem e figurino.


Na foto acima: Um dos dançarinos na maquiagem e fantasia final.



Na foto acima: Dançarina na maquiagem e fantasia final.



Na foto acima: Outra dançarina fantasmagórica na maquiagem e fantasia final.


No vídeo, dançarinos fantasmagóricos aparecem em primeiro lugar na forma de ectoplasma, depois eles tomam forma sólida. Esses fantasmas corporais andam e pulam nas paredes, giram em colunas, e dançam em tectos. Os efeitos foram alcançados usando uma combinação de composição digital, algum realce CGI (imagens geradas por computador) e muitos truques de câmara.


Na foto acima: Ursula Ward toca o pedaço de cabelo num boneco medonho para uma filmagem em tela verde.



Na foto acima: Um dançarino girando numa caixa verde. O elemento do bailarino foi digitalmente composto nas paredes, piso e tecto da mansão.

Paralelos entre o enredo do filme e os rumores que então circulam sobre a vida privada de Michael Jackson, levou  'Ghosts' a receber apenas uma versão muito limitada. Michael Jackson 'Ghosts' estreou no final de 1996 e foi lançado junto com o filme de terror de Stephen King, Thinner . 'Ghosts' foi exibido no Festival de Cannes de 1997, e ganhou o prémio Bob Fosse para "Melhor Coreografia num vídeo da música."

Houve acusações sobre o comportamento impróprio de MJ com crianças - acusações mais graves do que apenas ser "diferente" ou "estranho". Essas acusações seguiram Jackson durante os doze anos seguintes, até à sua morte prematura aos 50 anos de uma overdose de medicamentos. Mas, Stan Winston, entrevistado na época, disse: "Continuo orgulhoso da maneira como 'Ghosts' terminou. E eu realmente gostei de fazer o filme com Michael. Ele era um profissional completo durante todo o processo - o artista consumado ".


Na foto acima: MJ, disfarçado com maquiagem, sentado ao lado de Stan Winston e do elenco de dançarinos fantasmas no set de 'Ghosts'.


'Ghosts' foi último projeto de Stan Winston como diretor. Ele passou a ter um papel mais activo na produção de filmes como produtor. Como ele disse, "Produzir permite-me desenvolver projectos, ser parte do processo criativo de fazer filmes, mas de uma forma que não consome todo o tempo. Eu chamo a produzir, 'dirigir - sem a responsabilidade.' E eu gosto desse jeito."


Fonte/Source: Stan Winston School.com
Tradução: Espaço Michael Jackson


2 comentários:

  1. Eu amo tanto esse filme,principalmente Michael...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Michael dando o seu melhor. Como sempre!♥

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...