10/10/2014

Brincadeiras de Michael - Extrato do livro Remember the Time



Bill: Eles eram esta pequena unidade, apenas quatro. Tudo o que tinham era uns aos outros. Havia acesso ao telhado pelo interior do seu quarto. Tinha uma escada em espiral que dava para um terraço privado, onde se podia ver toda a cidade, o deserto à volta, as montanhas e as luzes da Strip.

As vezes que fomos lá em cima, vimos pequenas embalagens de doces, latas de refrigerante e copos, por isso poderia dizer-se que eles passavam algum tempo lá. Isso era uma das coisas favoritas que eles gostavam de fazer como família. Ir lá para cima ver o pôr do sol ou a luzes. A Paris até mencionou isso naquela entrevista que ela deu, pouco tempo depois de ele ter falecido. Perguntaram-lhe quais as suas melhores recordações, onde ela disse, “ Ir para o telhado da casa de Las Vegas”

Uma sexta-feira à noite eu estava de serviço no trailer de segurança a monitorizar a área das câmaras da segurança, de repente ouvi uma batida forte na garagem e uma voz a gritar,

“Abram esta porta! Abram esta porta!

Eu pensei que alguém estava a tentar entrar dentro da casa, corri até à garagem virei a esquina e vi o Sr. Jackson parado lá com uma touca de banho azul e pijama de flanela com riscas azuis e brancas, ele estava a bater na porta da casa com o sapato.

Eu disse, “Senhor Está tudo bem?”

Com aquele grande sorriso, ele disse, “Oh estou bem. Estamos apenas a brincar às escondidas e eles trancaram-me cá fora.”

“Sim, Senhor”

Era assim que eles eram.



Trecho do livro “Remember the Time: Protecting Michael Jackson in his Final Days”

Fonte: books.google.pt
Transcrição e tradução: Espaço Michael Jackson


1 comentário:

  1. O que eu já ri, só a imaginar a cena. Não há duvida! os pequenotes são como o pai! Danados para a brincadeira. kkkkkk

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...