02/07/2014

Michael Jackson no shopping center



-Por Bill Whitfield e Javon Beard

Bill:
Ele não confiava em estranhos. Sempre que era apanhado numa multidão, ele ficava inquieto e nervoso. Uma tarde, estávamos num shopping center em Virginia. Javon tinha ido buscar o carro. Eu fiquei à espera com o Sr. Jackson na saída, com os seguranças do shopping. Alguém o tinha reconhecido e formou-se um pequeno grupo. Ele assinou alguns autógrafos, acenou para as pessoas. Foi uma situação amigável, não uma multidão ou qualquer coisa. Enquanto Javon parou e abriu a porta para o senhor Jackson, um sujeito na parte de trás da multidão gritou: "Maldito molestador de crianças!"

Eu ouvi, claro como o dia. Olhei para o Javon; ele tinha ouvido isso também. Nós apenas rezámos para que o Sr. Jackson não tenha percebido. Mas depois de entramos no carro e de termos andado um pouco, ele inclinou-se para a frente e disse: " Vocês ouviram alguém dizer algo lá atrás?"

"Não, senhor", disse eu. "Eu não ouvi nada. Ouviste alguma coisa, Javon? "

Javon balançou a cabeça. "Não, senhor."

Jackson disse: "Acho que ouvi alguém dizer uma coisa muito má. Eu podia jurar. Vocês não estão a mentir-me, ou estão? "

"Não, senhor."

Não queríamos mentir para ele, mas sabíamos o que aconteceria se nós confirmássemos. Ouvir alguém chamá-lo de um molestador de crianças? Isso destroia-o completamente. Ele fechava a porta do quarto e desaparecia por pelo menos uma semana, e nós não queríamos que isso acontecesse.

Seguimos viagem sem ninguém dizer nada durante os seguintes dez, quinze minutos, e depois, do banco de trás, ele disse, "Eu nunca magoaria uma criança. Eu antes cortaria os meus pulsos, eu nunca fiz nada que magoasse uma criança."

Para mim, eu nunca acreditei em nada dessas coisa sobre ele. Como um fã de longa data dos Jackson 5 e dele, eu simplesmente não acredito nisso. Cresci, identificando-me com essa família. Seus irmãos, seu pai, eram muito semelhante ao que era a minha família. Eles apenas pareciam ser a típica família negra que estavam a manter-se fora do gueto, que é o que todos nós estávamos tentando fazer naquela época. Eu acho que muitas das famílias negras sente isso sobre os Jacksons. Identificamo-nos com eles.


Trecho do livro “Remember the Time: Protecting Michael Jackson in his Final Days”.

Fonte: Yahoonewsindia
Tradução: Espaço Michael Jackson

Bill Whitfield e Javon Beard, especialistas na área de proteção privada, serviram durante dois anos e meio como a equipe de segurança pessoal de Michael Jackson. Autores do livro “Remember the Time: Protecting Michael Jackson in his Final Days”.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...